segunda-feira, 25 de maio de 2009

Cerveja-bomba.

Aproveito este blog para relatar um fato ocorrido recentemente comigo e que possa, quem sabe, servir de alerta para os colegas cervejeiros sejam eles iniciantes ou até mesmo mais experientes. Todos já ouviram falar(ou viram) que acidentes podem ocorrer com cervejas refermentadas em garrafas, quando é excedida a quantidade de açúcar adicionada para a carbonatação. Realmente podemos produzir uma "granada", com efeitos muito perigosos. Muitas vezes porém, devido ao fato da atividade ter se tornado corriqueira, negligenciamos alguns cuidados que podem nos causar sérios transtornos.

Bem, sem mais delongas, vamos aos fatos(e fotos...).

Uma garrafa(cheia e fechada) que estava apoiada na pia, foi tocada e veio ao chão. Certamente ela "explodiu" e cacos fizeram o papel de estilhaços. Resultado: uma bela perfuração no pé esquerdo e 2 pontos no pé direito. Abaixo resolvi postar as fotos e deixar o apelo para que todos tomem muito cuidado. Desta vez caiu, mas poderia ter explodido como já ocorreu outras vezes com outros colegas (o grande Duda "Air Lock" conseguiu explodir uma pet!!!).


Abraços e nos vemos no Workshop em Joinville!

2 comentários:

dudahart disse...

Haha, eu tambem tenho uma explosão dessas no meu currículo, eu tinha deixado umas garrafinhas para gelar no congelador do minha geladeira e quando fui abrir, uma garrafa caiu no chão e tb me cortou o calcanhar

levei 4 pontos
;)

Marcos R Silva disse...

NNãoao sou cervejeiro mas como eng. mec. vou dar duas sugestões: 1: envolva suas garrafas em fita adesiva para reter os estilhaços caso ela estore. Melhor ainda se a fita for reforçada com nylon. Para casos extremos, use uma 'silvertape'. 2: caso você envase mais de uma garrafa, utilize uma delas como controle, adicionando um manómetro ou pressostato (se interessar, entre em contacto que eu te dou algumas dicas de como fazer).